top of page

5 dicas para acertar de vez na escolha de drinks e bebidas para eventos

Se você encontrou este conteúdo já sabe que o serviço de refeição é uma das partes mais importantes em um evento corporativo, certo? Quando bem executados esses intervalos podem resultar em ganhos estratégicos para a organização. Por isso, além da atenção aos clássicos menus de comida, é necessário pensar também no que servir quando o assunto é “bebidas para eventos”.


Seja em uma carta de drinks ou nas opções tradicionais para coffee break, acertar neste aspecto requer um planejamento detalhado da atividade a ser realizada, discriminando-se seu perfil objetivo, quem serão os convidados e em que momento do dia ocorrerão as programações.


Além disso, existem outras dicas que podem facilitar a sua escolha nesse sentido. Continue conosco para entender como escolher drinks refrescantes e bebidas para eventos corporativos.


1) Desenhe o escopo do seu evento


Como dissemos, o perfil e o objetivo da ocasião influenciam diretamente na escolha de bebidas para o evento. Situações mais formais demandam opções mais sofisticadas, como carta de vinhos, espumantes e drinks, por exemplo. Eventos temáticos permitem que a combinação de bebidas seja mais espontânea e diversificada, contendo sucos, água saborizada, bebidas típicas, long necks de cerveja e afins. Ou seja, antes de escolher o que oferecer ao público do seu evento, é preciso entender o que será realizado, com qual finalidade e em qual momento do dia.


Café da manhã e coffee break requerem bebidas tradicionais, como cafés (com e sem açúcar), leite (pensando em investir em com e sem lactose), iogurtes, sucos de frutas frescas, água, entre outras possibilidades. Já o happy hour pode substituir algumas dessas opções por cervejas e refrigerantes. Enquanto os jantares ainda precisam harmonizar bem o que será servido de bebida com a comida do cardápio. Neste contexto, elabore o escopo, detalhe todos esses pontos e, a partir disso, entenda quais bebidas para eventos casam melhor com a sua proposta.


2) Tenha em mente a sazonalidade


Além de pensar em qual momento do dia o evento corporativo ocorrerá, é indicado observar em qual estação do ano as atividades serão realizadas. Épocas mais quentes precisam ser associadas a bebidas mais refrescantes, como sucos e drinks gelados. Períodos mais frios podem combinar com vinhos e drinks que aqueçam, por exemplo. O importante é avaliar a combinação de fatores: objetivo e horário do evento, estação do ano e perfil dos convidados.


3) Garanta opções não alcoólicas


Normalmente, o propósito dos eventos corporativos é fortalecer os laços entre funcionários da empresa, repassar metas, representar uma confraternização de final de ano ou apresentar conteúdos relevantes para o negócio. Portanto, não é local para excessos. Assim, escolher bebidas para eventos deve levar isso em conta ao contar com opções não alcoólicas, além de um consumo de álcool previamente estipulado no planejamento.


De forma complementar, algumas pessoas preferem não beber álcool. Para que todos saiam satisfeitos e contribuam para o branding da marca, o evento deve ter como atendê-las da mesma forma e qualidade.

Por isso, invista em mais de uma opção desse tipo de bebidas para eventos e pense que há como inovar também neste padrão: há diversos modelos de drinks que não levam álcool e são igualmente gostosos.


4) Saiba a quantidade certa


Por aqui já abordamos o tópico “como calcular a quantidade de comida para o seu evento“. No caso das bebidas para eventos a metodologia é bastante semelhante. O primeiro passo é saber exatamente o número de convidados e a idade dos mesmos, pois, uma criança consome menos bebidas para eventos, do que adultos, por exemplo. Assim, voltamos ao primeiro passo: olhar para o seu escopo e ver quem serão os participantes da atividade empresarial.


Depois disso, convenciona-se dizer que cada convidado consome: 600ml de refrigerante, cerveja e/ou suco e 200ml de água. Já um grupo de 20 convidados consome 4 litros de drinks; um com 3 pode dividir o consumo de uma garrafa de vinho, outra de vodka; 7 convidados costumam consumir uma garrafa de espumante; e um grupo de 10 participantes consome cerca de uma garrafa de whisky.


Tenha em mãos essa régua, a quantidade de pessoas envolvidas na sua programação, o perfil dos convidados e uma garantia de “sobra”, em caso de algum inconveniente. Ah, por certo, a duração do evento também é um passo fundamental para a definição da quantidade de bebidas para eventos, bem como a diversidade do cardápio pretendido. Quando se quer servir mais de um tipo de bebida, o consumo de cada uma delas pode ser reduzido.


5) Defina o modelo de serviço


A última dica está totalmente conectada à primeira: a programação evento indicará uma forma de serviço ideal para as bebidas para o evento. Cafés da manhã e coffee break, geralmente, seguem o modelo de serviço americano, no qual cada convidado se serve. Desta forma, há de se pensar na decoração, disposição das mesas com bebidas, na equipe de reposição caso algum item acabe, na manutenção da temperatura através de gelo, garrafas térmicas, ou, ainda, recipientes aquecidos na hora. Jantares e demais atividades podem contar com serviço ambulante de garçons, demandando outra forma de organização. Portanto, irá depender do modelo de evento.

Comentarios


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
whatsapp_5968841.png
bottom of page