© 2016 Criado Orgulhosamente por Your Commerce

Please reload

Posts Recentes

Vinho seco e vinho suave, qual a diferença?

July 18, 2019

1/5
Please reload

Posts Em Destaque

As tendências que irão definir o mundo dos vinhos em 2018

Garrafas grandes, experiências de luxo para degustar vinhos e até robôs devem ditar o mundo da bebida neste ano.

 

A maior parte do mundo do vinho ficou feliz por se despedir de 2017, um ano com geadas, chuvas de pedra, secas e incêndios que destruíram vinhedos em regiões da Califórnia e do Chile até a Europa. O futuro em 2018 traz não apenas alívio, mas também anima, porque é um ano muito promissor. Haverá novos experimentos e explorações, e tendências que desfrutamos no ano passado continuarão.

 

Por exemplo, o vinho rosé continua tendo muito sucesso. Com uma alta de 57 por cento nas vendas dos EUA em dólares, nossa obsessão por beber vinho rosé continua e até alimenta o interesse pela sidra rosé e pelo gin rosé. E graças a bebedores jovens e aventureiros sedentos de originalidade e acessibilidade, o entusiasmo por uvas nativas pouco conhecidas, especialmente da Itália, continua aumentando rapidamente.

 

Auge das garrafas grandes

 

A popularidade do vinho em garrafas Magnum (equivalentes a duas garrafas) e outros formatos grandes parece seguir o mercado acionário; quando as ações sobem, também sobre a demanda por garrafas grandes. No Reino Unido, a varejista de vinho Majestic informou uma alta de 378 por cento nas vendas de supergarrafas no ano passado nas mais de 200 lojas da empresa.

 

Mas não pense em algo muito grande: sabe-se que a extravagante Melchizedek de champanhe — equivalente a 40 garrafas do espumante — explode espontaneamente.

 

 

 

A ‘experiência de luxo’ para degustação de vinho

 

As salas de degustação lotadas das vinícolas já estão quase fora de moda. A nova maneira de degustar vinhos está relaciona a experiências e situações especiais — digamos, enquanto você está hospedado em um château em Bordeaux, ou logo após colher uvas na Borgonha, ou após pescar com lanças na Nova Zelândia. Esteja animado para visitar o recém-inaugurado Cube, um cubo gigante de vidro em um vinhedo australiano, anunciado como museu de realidades alternativas.

 

Robôs nos vinhedos mais chiques

 

Quando a família Rotschild, do Château Mouton-Rotschild e do Château Clerc Milon, investe em robôs personalizados programados para retirar as ervas daninhas dos vinhedos, você sabe que essa ideia será um ponto de inflexão.

 

Em junho, a empresa se juntou à Naio Technologies em um experimento no Clerc Milon com Ted, um robô tão fofo quanto o R2D2. Philippe Dhalluin, diretor administrativo dos châteaux, está convencido de que os robôs fazem parte de um futuro “verde” (o vizinho Château Latour, de vinhos Premier Cru, ainda usa cavalos antiquados nos vinhedos).

Tags:

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags